Este blogue consta de uma compilação de retratos da natureza e intervenção humana em ambiente rural e urbano que O Cidadão abt vai capturando com a sua objectiva durante as caminhadas, será despejada neste blogue de muitos píxeis e poucos bitáites, dando ao ciberleitor a possibilidade de clicar sobre cada uma das fotos e de seguida na tecla F11 para melhor as poder desfrutar em ecrã total... Ligue o som e... passe por bons momentos!

domingo, 29 de janeiro de 2012

SÃO LOURENÇO II

Fins de tarde no Parque Urbano de São Lourenço, em Abrantes.




 







10 comentários:

Dylan disse...

Já tinha ouvido falar do Parque Ribeirinho, este não. Parece ser mais atractivo do que o primeiro e talvez mais sossegado.

Maria Marques disse...

Belíssimas imagens e a música muito bem escolhida.


Um abraço.

O Cidadão abt disse...

Amigo Dylan:

O parque ribeirinho que tem dado muito que falar devido ao despesismo desmesurado com mobiliário urbano que em pouco beneficia as populações locais, será o Aquapólis...

Por estas bandas a construção de lares destinados à terceira idade a serem usufruídos a preços acessíveis e outros empreendimentos que resultem em benefícios directos para o povo, por enquanto não passam de uma miragem!
Os fundos comunitários que entretanto pagamos aos cobradores da Troika, não se destinaram às causas humanitárias...

Ora bem, a àrea deste espaço de São Lourenço é bastante mais diminuta do que o referido parque ribeirinho, no entanto a arte da fotografia, a caça dos melhores ângulos, e a espera pelos melhores instantes dão-lhe outra dimensão.
Esta zona de São Lourenço que foi em boa hora requalificada, é carregada de história e simbolismo senão dê uma espreitadela a este post que deu muito trabalhinho a executar:

http://ocidadaoabt-cronicas.blogspot.com/2011/11/santa-catarina.html

Agradecido pela sua visita, subscreve-se mui respeitosamente,

O Cidadão abt

O Cidadão abt disse...

Olá Maria Marques:

Esta é a 2ª parte que faltava sobre a foto-reportagem do idílico espaço de São Lourenço!

Que melhor blogue para promover o turismo em Abrantes e noutras regiões... Ein?!

LOL!

Aqui - Ali - Acolá disse...

Oi Cidadão abt.

Mais umas belas fotos nuns planos magníficos e numa altura que as faz mais belas (fim de tarde).

Mais algumas cá pró bornal das favoritas, há que aproveitar a ocasião pois com a crise que está aí instalada (para muitos não), tem que se aproveitar a ocasião.

Sempre em frente com o flash para que aqui nos brinde com estas maravilhosas postagens.

Xau xau saúde e ponha o capote por causa do frio ok?..

Fátima disse...

É de facto uma excelente promoção, meu caro.

O Cidadão abt disse...

Ôi, Aqui-Ali-Acolá!

Na sequência da quebra de ritmo, vão-se publicando fotos que se conservam em arquivo!

Era a segunda parte da coisa que ficara do ano transacto!

Sirva-se à vontade, na medida em que este é um ciber-espaço de partilha!

Agora há que ir acender a lareira e ver dos enchidos!

Inté!

O Cidadão abt disse...

Obrigado, Dona Fátima!

HORTA F'otos disse...

Boas Cidadão.

Exemplos da falta de passeios que colocam em causa a segurânça das pessoas são predominantes por esse concelho e no entanto aí, por esses lados de São Lourenço, vejo caros paseios em calçada portuguesa a deteriorarem-se pela acção da natureza. Nem será preciso dizer que quem usufrui dessse espaço o faz de pópó e não usa os passeios. Para além disso, enquanto que nas restantes freguesias do concelho os jardins são inexistentes aí arrelva-se um pinhal. Enfim.

O mercado em questão é um chamariz para turistas e a fusão das línguas é normal. Achei piada ao chamamento e resolvi inclui-lo.

cumprimentos

O Cidadão abt disse...

Quer Dizer, caro Tramagalense!

Há uns quantos que derretem os lípidos no caminho pedonal e na mini ciclovia entre a Casa da Cavalaria e a rotunda das ovelhas sita para além do complexo hoteleiro.

De resto é um facto que infelizmente as edilidades continuam a considerar Abrantes pelas três freguesias urbanas de São Vicente, São João e Rossio ao Sul do Tejo, descurando as restantes dezassete freguesias do concelho mera paisagem envolvendo área de 715 quilómetros quadrados e 39.500 munícipes!

Esse mercado provavelmente será uma miscelânea de raças, credos e convicções que convivem em harmonia, uma espécie de Babilónia.
Há determinadas zonas de Lisboa onde também assim sucede!
A Feira da Ladra é disso exemplo!
Cada vez mais as capitais se tornam uma fusão multirracial, que é óptimo para combater divisionismos, preconceitos e um sinal positivo para a universalidade do ser humano!